Notícias

RECEPÇÃO DO MINISTRO EM MOGI MIRIM: Salão Vermelho fica lotado para receber ministro Alexandre Padilha

Secretarias: Saúde
Data de Publicação: 27 de novembro de 2023


recepcao-do-ministro-em-mogi-mirim-salao-vermelho-fica-lotado-para-receber-ministro-alexandre-padilha
Ele recebeu reivindicações de prefeitos da região que buscam mais recursos para o fortalecimento dos consórcios intermunicipais
Com uma agenda apertada em virtude do atraso no vôo de Brasília para São Paulo, o ministro das Relações Institucional, Alexandre Padilha, esteve no Salão Vermelho da Estação Educação na tarde deste sábado (25), onde teve uma recepção calorosa. Com o espaço completamente tomado por prefeitos da região, representantes de consórcios municipais, entidades, sindicalistas, secretários municipais, militantes partidários, dentre outros, Padilha foi recebido pelo prefeito Paulo Silva.
 
A visita do ministro teve, como objetivo, divulgar as novas políticas do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em relação aos consórcios intermunicipais, além de ouvir as reivindicações dessas entidades. Em nome dos demais prefeitos presentes, Paulo Silva disse que era uma honra receber Padilha em Mogi Mirim, lembrando que os consórcios são uma forma eficaz de resolver problemas regionais.
 
Já o prefeito de Aguaí, José Alexandre Pereira de Araújo colocou uma questão importante em relação ao TCE (Tribunal de Contas do Estado). Ele disse que o órgão dificulta os convênios entre prefeituras e consórcios, uma vez que exige a inclusão da mão de obra contratada como parte da folha de pagamento da administração municipal. “Isso nos deixa acima dos limites impostos pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal)”, alertou. José Alexandre pediu a ajuda do ministro para resolver esse impasse e ouviu de Padilha que foi aprovada uma lei que permite o repasse de recursos diretamente aos consórcios intermunicipais. “Isso deve acabar com esse problema”, colocou.
 
O ministro fez questão de frisar que o governo Lula é municipalista e entende a importância dos consórcios intermunicipais para as pequenas e médias cidades. Ele lembrou que a lei que regulamenta os consórcios foi criada, justamente, no primeiro governo do presidente Lula (2003/2006).
 
“Queremos retomar isso, ou seja, essa relação forte entre o Governo Federal, estados e municípios. Inclusive, por ordem do presidente Lula, recriaremos a sala dos prefeitos no Palácio do Planalto”, revelou. Padilha fez um apelo, afirmando que a eleição já acabou e que é hora de o Brasil ouvir as demandas da população, das cidades.
 
MOMENTO ESPETACULAR
Apesar dos contratempos da viagem, o ministro demonstrou muita disposição para tratar dos temas, ouvir reivindicações e falar sobre planos para o futuro. “Apostamos (Governo Federal), no crescimento dos municípios. E pensando nisso, o presidente destinou R$ 6 bilhões para recompor índice do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) para que não ocorra perdas substanciais no orçamento municipal”, enfatizou.
 
Padilha também revelou que o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) será mais municipalista do que nunca, com recursos voltados, principalmente, à construção de UBSs (Unidades Básicas de Saúde), Caps (Centros de Apoio Psicossocial), arenas desportivas, creches, escolas, etc. Por último, ele agradeceu ao prefeito Paulo Silva, pela recepção calorosa que teve em Mogi Mirim.
 
“Meus amigos, o Brasil voltou a viver um momento espetacular, com crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em torno de 3%, desemprego abaixo de 8% e inflação controlada e mantida dentro da meta estabelecida. Há mais de seis anos não tínhamos isso”, concluiu. O ministro ainda permaneceu por mais um tempo no Salão Vermelho recebendo o cumprimento de admiradores, militante de seu partido, políticos da região e demais convidados.

s1.jpg
s2.jpg
s3.jpg

topo