Turismo

Estádio Vail Chaves


O Estádio Vail Chaves, anteriormente como Estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira, Papa João Paulo II e Estádio Wilson de Barros, é um estádio de futebol da cidade de Mogi Mirim, interior de São Paulo. Pertencente ao Mogi Mirim Esporte Clube e atualmente tem capacidade para 19.900 pessoas.

No fim dos anos 1930, o empresário Vail Chaves foi uma das pessoas que colaboraram para a cessão do terreno ao clube. Antes de virar um estádio, o local era utilizado como depósito para a Companhia Paulista de Força e Luz. Com a desativação da companhia, uma parte do terreno foi doada para o município, que aproveitou o espaço para construir escolas, e outra parte, para o Mogi. O campo foi inaugurado quase cinquenta anos depois, em 7 de julho de 1981, na vitória do Mogi por 4 a 2 sobre o Palmeiras.

O nome durou até o então presidente Wilson Fernandes de Barros rebatizar o estádio em sua homenagem, após a construção de arquibancadas de concreto, na década de 1980, no valor de duzentos milhões de cruzeiros. A mudança foi feita em 1999.

Por causa de uma promessa, o próprio Wilson, que teve a mulher e a filha sequestradas, prometeu que, caso as duas fossem devolvidas, chamaria o estádio de Papa João Paulo II.

A última troca aconteceu assim que Rivaldo assumiu a presidência do Mogi Mirim, em 2011. O craque decidiu homenagear o pai e batizou o estádio de Romildo Vitor Gomes Ferreira. A mudança irritou torcedores e causou um distanciamento entre cidade e clube.

Em 2016, o estádio voltou ao seu nome original.


01.jpeg